Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Locais/Regionais

Compartilhe agora

Prefeito de São João veta o reajuste do seu próprio salário, também do vice e dos secretários.

Postado em 27 de fevereiro de 2018 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Prefeito de São João veta o reajuste do seu próprio salário, também do vice e dos secretários.*


Douglas Nunes

O Prefeito de São João Altair José Gasparetto vetou na ultima semana o reajuste salarial de 2,06% para os cargos de secretários, vice-prefeito e também do cargo de prefeito.  Em entrevista a nossa reportagem, Gasparetto destacou a necessidade do veto: “… foi aprovado na Câmara de Vereadores o reajuste salarial dos servidores concursados de 4% (Quatro por cento), aproximadamente 6% (Seis por cento) para o magistério e de 2,06% para os cargos de prefeito, vice, secretários e vereadores. Mas nessa situação da nossa economia nós entendemos perfeitamente que foi necessário o veto do reajuste do prefeito e vice e secretários porque nós temos que pensar sobre a situação do nosso município e na nossa visão esse reajuste para o vice-prefeito, secretários e prefeito causaria um impacto considerável e com isso vetamos esse projeto aprovado pela Câmara. Sabemos que será novamente um ano bastante difícil e com certeza uma promessa que nós fizemos com o Sindicato dos servidores municipais de sempre estar aumentando o índice dos nossos funcionários públicos equiparado ao salário mínimo ou acima disso. Então durante os cinco anos de minha gestão procuramos sempre estar trabalhando com um índice melhor para os servidores concursados. Foi uma conquista que o sindicato obteve e assim foi uma decisão que tomamos junto com o sindicato dos servidores na questão do reajuste, mas foi uma decisão nossa na questão do veto do reajuste do prefeito, vice e secretários pela necessidade e pela situação que a gente prevê, pois não temos muitas projeções de aumento de receita e o município tem vários projetos em andamento e assim com o veto nós temos a contrapartida…” frisou o Prefeito.

O reajuste salarial de 2,06% dos cargos de prefeito, vice, secretários e vereadores foi aprovado através de um projeto de lei em 2ª Votação na Sessão Extraordinária realizada no dia 20 de fevereiro. O reajuste dos servidores municipais concursados permanece como foi acordado entre o sindicato e administração (4%) válido para o mês de fevereiro acrescentado o valor retroativo ao mês de janeiro. Os funcionários da câmara de vereadores também receberam o reajuste de 4%, porém foi criado um projeto de lei próprio para a votação.

O projeto de lei vetado pelo Prefeito retorna agora para a câmara municipal de vereadores onde será elaborada uma nova analise para uma futura discussão e votação. Caso aprovado novamente retorna para o gabinete do prefeito onde poderá sofrer um novo veto. Se isso acontecer, o projeto de lei retorna novamente para a câmara onde após o segundo veto e novamente aprovado pelos vereadores o presidente da câmara tem o poder de promulgar a lei que trata do reajuste salarial de 2,06% para os cargos de prefeito, vice e secretários. Segundo informações, após o primeiro veto e o retorno a câmara esse projeto de lei não deverá ser aprovado pelos vereadores.

Portanto o salário do prefeito permanece em R$ 13.372,27 (Treze Mil, trezentos e setenta e dois reais e vinte e sete centavos), o salário do vice-prefeito permanece em R$ 4.160,25 (Quatro mil, cento e sessenta reais e vinte e cinco centavos), e dos secretários municipais e chefe de gabinete permanecem em R$ 5.943,22 (Cinco mil, novecentos e quarenta e três reais e vinte e dois centavos).

Com o reajuste salarial de 2,06 % o salário dos vereadores passa para R$ 4.245,95 (Quatro mil duzentos e quarenta e cinco reais e noventa e cinco centavos). O Presidente da Câmara passa a receber com o reajuste R$ 5.459,07 (Cinco Mil quatrocentos e cinqüenta de nove reais e sete centavos). Também nesse caso o reajuste é valido para o mês de fevereiro e retroativo ao mês de janeiro.

Por Douglas Nunes – Repórter Rádio São João.

Link da Notícia

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários