Ouça agora na Rádio

N Notícia

Em Sulina homem é detido por perturbação e ameaça.

FOTO: Arquivo - Rádio São João

Em Sulina homem é detido por perturbação e ameaça.

Após perturbar o sossego de vizinhos com motosserra e no Destacamento ainda ameaçar de morte os policiais, homem foi encaminhado a DP de Pato Branco.

Após solicitação a equipe policial de Sulina deslocou até a Rua XV de Novembro, onde a solicitante relatou que na noite anterior e na data deste sábado (30/12), o seu vizinho perturbou a noite toda não deixando ninguém dormir, e ameaçava ela e sua família, dizendo chama a polícia, polícia de merda, sendo que batia na casa com facão e ligava o som alto e ainda de uso de um motoserra o acusado ligava e acelerava fazendo o barulho e perturbando, não deixando ninguém dormir.

No sábado a partir das 16hs, o acusado começou novamente a perturbar os vizinhos, segundo a solicitante ele ligava o som bem alto e batia com o facão nas paredes, também de uso de um celular o acusado filmava e tirava fotos da solicitante, informou ainda que ele a chamava de palavras de baixo calão, ainda ameaçava e mandava chamar a polícia.

Segundo a solicitante não é a primeira vez que isso vem acontecendo, mas que como é vizinho ela não tinha denunciado ainda.

A solicitante tem interesse em representar contra o autor, disse ainda que teme pela segurança da família, as partes foram encaminhadas até o destacamento da polícia militar para a confecção do boletim.

Sendo que no destacamento o acusado começou a ficar descontrolado sendo necessário colocar ele na cela do destacamento, onde o mesmo começou a chutar e se bater nas paredes onde bateu no bocal da luz danificando(quebrando) o mesmo, estando bastante agressivo e falante, com sintomas de embriaguez, dizendo ainda que ele vai matar os vizinhos se ele for preso e vai matar os policiais que sabe onde moram, que não perde por esperar. O detido disse ainda que hoje ele vai preso mas amanhã ele sai e muita gente morre.

Diante dos fatos foi entrado em contato com o plantão da delegacia Civil de Pato Branco, encaminhando o mesmo para os procedimentos cabíveis.

Sendo necessário o uso de algemas devido o detido estar alterado, para resguardar os envolvidos e a equipe policial.

No destacamento compareceu o pai do acusado e seus dois irmãos, que acompanharam todo o procedimento, sendo que informaram que o mesmo não tem problemas mentais e que desconhecem tal comportamento que o mesmo vem apresentando.

Informando ainda que o acusado mora sozinho no local a aproximadamente 60 dias.

FONTE: Polícia Militar
Link Notícia