Ouça agora na Rádio

N Notícia

Arquivo

FOTO: Arquivo

São João e a síndrome do extermínio através do sofrimento

Aconteceu de novo: prática de abuso - maus tratos contra animais

 Comparado aos crimes de guerra o município de São João vive uma insana realidade na estúpida necessidade de exterminar de forma cruel e violenta os animais de rua e de estimação. Chegou a um ponto intolerável os casos de envenenamento de animais entre eles cães e gatos sendo eles domésticos ou abandonados. Racionalmente e teoricamente o ser humano em sua forma evolutiva deveria em tese acolher de forma digna todas as criaturas, pois a maioria do povo deste lugar acredita em um ser superior constituído de bondade e misericórdia.

Analisando os fatos, vários relatos de envenenamento de animais chegaram a nossa reportagem nos últimos dias e pasmem aconteceu mais uma vez. Segundo informações do relatório policial em data desta ultima sexta feira 14 de junho por volta do meio dia a equipe foi solicitada via celular de plantão onde um solicitante anônimo informou que no Bairro Santa Luzia, havia um cachorro sendo maltratado e que a principio haviam deferido uma paulada no animal e este estaria morrendo. Deslocado ao endereço que foi indicado pelo solicitante onde foi abordado o proprietário da residência informada sendo que um homem de 27 anos foi localizado e este relatou que em frente a sua casa havia um cachorro de porte médio e estava deitado e debilitado. Questionado sobre os fatos este informou que pela manha percebeu que o animal estava doente, aparentemente por envenenamento e que próximo ao meio dia havia deslocado a uma veterinária e adquirido um medicamento anti-veneno e que já havia feito a aplicação. Diante da situação a equipe fez contato com a vigilância sanitária do município. Na seqüência também foi informada a pessoa responsável pelo grupo que cuida de animais abandonados e esta  se disponibilizou a fornecer um medicamento. Deslocado até sua residência e retornado ao local de posse do medicamento o qual foi aplicado pelo proprietário do animal, sendo ainda orientado a encaminhar o animal até um medico veterinário, sendo na seqüência confeccionado o boletim de ocorrência para as providencias futuras. Esse homem conseguiu agir e tentou salvar o animal. Precisamos de pessoas assim.

Percebemos que as pessoas sentem-se incomodados pelo simples fato de alguém ter um animal de estimação. Muitos trocam o animal como trocam de roupa e o descartam. Esses casos de envenenamento em São João estão preocupando as autoridades e providencias serão tomadas.

FONTE: Por Douglas Nunes - Repórter Rádio São João com Informações da Policia Militar.
Link Notícia