Ouça agora na Rádio

N Notícia

Arquivo - Rádio São João

FOTO: Arquivo - Rádio São João

POLÊMICA: Está proibido o plantio de soja safrinha no Sudoeste do Paraná.

Decisão foi tomada em Curitiba.

Os agricultores do sudoeste do Paraná receberam com grande preocupação a decisão sobre a proibição do plantio da soja safrinha na região sudoeste do Paraná. O Presidente do Sindicato Rural de São João o Senhor Arceny Bocalon destacou que o assunto é discutido desde 2015: “... nós estamos nessa luta desde 2015. O sindicato sempre esteve lutando, batalhando para liberar a soja safrinha na região sudoeste. Nós conseguimos o ano passado uma medida que garantia o plantio da soja safrinha até o dia 14 de janeiro, mas essa medida foi extinta. Saiu a media 264 onde nós seriamos beneficiados no zoneamento da soja safrinha, mas existia uma clausula que era necessário haver uma audiência publica. Então estávamos bastante confiantes que passaríamos pela essa audiência publica e nós iríamos plantar. Ocorreu essa audiência publica em Curitiba onde todos que participaram disso empresas e entidades, todos, todos contra nós, só o nosso presidente da Simepar que levantou a tese, levantou o problema e fez a nossa defesa. Eles alegam o seguinte, que vão atrás das pesquisas, mas as pesquisas são feitas no norte do Paraná. Aqui em São João não foi feito pesquisa. Mas resumindo após tanta discussão proibiram a soja safrinha no sudoeste do Paraná, mas não proibiram em santa Catarina que a divisa é o asfalto, de um lado planta de outro lado não planta. Nós entendemos que o produtor que faz ou fez o tratamento correto nunca teve problema aqui na nossa região. Não vamos desistir de batalhar de lutar, mas eu alerto aos nossos produtores que tomem cuidado a partir de agora porque vai ser feita a fiscalização e caso o produtor não respeite, plante o soja safrinha vai ser multado e a multa é pesada...” afirmou o senhor Arceny.

Diretamente a proibição do Plantio de soja safrinha esta ligada a preocupação sobre a proliferação da ferrugem asiática entre outras doenças sendo que isso (a proibição) visa o controle dessa e de outras doenças da soja.

FONTE: Por Douglas Nunes - Repórter Rádio São João.
Link Notícia