Ouça agora na Rádio

N Notícia

Alexandre Vidal / Flamengo

FOTO: Alexandre Vidal / Flamengo

Flamengo goleia Cabofriense e vai pegar Fluminense na semifinal da Taça Guanabara

Time rubro-negro contou com golaço de bicicleta de Diego para vencer

Informações compartilhadas Superesportes

Em sua melhor atuação neste início de temporada, que contou com golaço de bicicleta de Diego e Arrascaeta desencantando, o Flamengo goleou a Cabofriense por 4 a 0, neste domingo, no Maracanã, confirmou o primeiro lugar do Grupo C e vai enfrentar o Fluminense na semifinal da Taça Guanabara. 

Como o time rubro-negro, ainda invicto no torneio, fechou a primeira fase na ponta de sua chave, com 13 pontos, e o Fluminense ficou no segundo posto do Grupo B, os rivais se enfrentarão no mata-mata. Por ter melhor campanha, o Flamengo poderá jogar pelo empate para ir à final. A data e horário do confronto ainda serão definidos pela Ferj. Eliminada, a Cabofriense fechou sua participação na Taça Guanabara na lanterna da chave, com quatro pontos.

Instável nos jogos anteriores, nos quais teve dificuldade para derrotar seus adversários, o Flamengo teve outra postura neste domingo. Por competência própria e fragilidade do rival, que cedeu muito espaço, exibiu uma boa apresentação e fez a festa dos quase 50 mil torcedores no Maracanã. 

O contestado Willian Arão abriu o placar de cabeça no primeiro tempo, Diego ampliou o com uma linda bicicleta, Arrascaeta desencantou ao marcar o terceiro gol e Bruno Henrique selou o placar elástico. Dos reforços, apenas Gabriel, que jogou alguns minutos no segundo tempo, assim como o uruguaio, ainda não balançou as redes.

O JOGO - O Flamengo deixou para a última rodada da primeira fase da Taça Guanabara o seu melhor futebol. Com a escalação que mais atuou em 2019, o time mostrou evolução ao envolver a frágil Cabofriense e chegar à vitória sem esforços. 

Maior garçom do time no ano, com cinco assistências, Éverton Ribeiro cobrou escanteio na cabeça de Willian Arão, que inaugurou o placar aos sete minutos. A pressão seguiu e os comandados de Abel Braga não ampliaram o placar no primeiro tempo graças ao iluminado George, que parou Bruno Henrique, Bruno Henrique e Diego.

Sozinho, George, porém, não conseguiu parar o Flamengo na etapa final. Em jogada trabalhada, que começou com Éverton Ribeiro e passou pelos pés de Arão, o Flamengo ampliou com um dos gols mais bonitos do ano. Diego recebeu cruzamento de Arão e, livre dentro da área, acertou uma linda bicicleta.

Com Gabriel e Arrascaeta em campo, ambos muito festejados pela torcida, a equipe rubro-negra transformou parou de desperdiçar chances e transformou o resultado em goleada. Arrascaeta fez o terceiro do jogo e seu primeiro com a camisa do Fla aos 40 minutos. O uruguaio foi acionado por Bruno Henrique e finalizou de primeira no canto esquerdo rasteiro. 

Nos acréscimos veio o gol que fechou o triunfo e teve a assinatura dos três reforços do ataque. Arrascaeta puxou contra-ataque e abriu para Gabriel, que cruzou na medida para Bruno Henrique, vindo em velocidade, completar para o gol.

O Flamengo descansa no meio de semana e só volta a jogar no mata-mata da Taça Rio, contra o Fluminense. A data do clássico ainda será definida pela Ferj. Eliminada, a Cabofriense só retorna aos gramados no dia 24 deste mês, na estreia na Taça Rio diante da Portuguesa, em Cabo Frio.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 4 X 0 CABOFRIENSE 

FLAMENGO - Diego Alves; Pará, Rhodolfo, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão (Arrascaeta) e Diego; Everton Ribeiro (Ronaldo), Bruno Henrique e Uribe (Gabriel). Técnico: Abel Braga.

CABOFRIENSE - George; Pedro (Kaká Mendes), Bruno Lima, Roberto Júnior e Manoel; Abuda, Diego Valderrama (Rincon), Marcelo Gama, Watson e Anderson Rosa; Marcus Índio (Dudu Pedrotti). Técnico: Luciano Quadros. 

GOLS - Willian Arão, aos sete minutos do primeiro tempo. Diego, aos 11, Arrascaeta, aos 40, e Bruno Henrique, aos 47 minutos do segundo tempo. 

ÁRBITRO - Alexandre Vargas Tavares de Jesus.

CARTÕES AMARELOS - Gabriel (Flamengo) e Manoel (Cabofriense).

RENDA - R$ 1.059.495,00.

PÚBLICO - 46.784 pagantes (49.365 presentes).

LOCAL - Maracanã, no Rio.

FONTE: Superesportes / Estadão Conteúdo
Link Notícia