Ouça agora na Rádio

N Notícia

© AFP 2018 / YASSER AL-ZAYYAT

FOTO: © AFP 2018 / YASSER AL-ZAYYAT

Kuwait deixa de exportar petróleo bruto para os EUA pela 1ª vez em mais de duas décadas

O Kuwait suspendeu pela primeira vez em 25 anos suas exportações de petróleo bruto para os EUA, de acordo com estatísticas publicadas pelo Departamento de Energia dos EUA.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

A última vez que os EUA não compraram petróleo do Kuwait foi em 1992, quando as tropas iraquianas entraram no país, levando a indústria petrolífera local a um impasse. 

De acordo com a Bloomberg, o Kuwait mudou seu foco do mercado norte-americano para o mercado asiático, que atualmente ocupa 80% das exportações do emirado. Novas possibilidades estão se abrindo à luz do próximo novo lote de sanções dos EUA contra os países que negociam com o Irã, previstas para entrar em vigor a partir de novembro. A qualidade superior do petróleo produzido no Kuwait é negociada a 80 dólares por barril na Ásia.

A Arábia Saudita substituiu o Kuwait recentemente, tornando-se um dos principais fornecedores de petróleo para os EUA, com um volume diário de mais de um milhão de barris de petróleo nos últimos meses. O Iraque, com seus mais de 400 mil barris por dia, está logo atrás.

Enquanto isso, aumentam as preocupações com um potencial déficit de petróleo bruto, uma vez que sanções norte-americanas restringem as exportações iranianas de petróleo. Trump e o rei saudita Salman bin Abdulaziz discutiram no sábado possíveis medidas para estimular o fornecimento, informou a TV Al Arabiya, sem fornecer mais detalhes. O presidente dos EUA já havia criticado a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) por causa dos altos preços.

Anteriormente, os EUA expressaram seu objetivo de reduzir as exportações de petróleo iraniano para zero, o que, no entanto, levantou algumas preocupações e fortes críticas à medida dentre os membros da OPEP.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia