Ouça agora na Rádio

Ouça agora

De 21 a 28 de agosto e comemorada a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência.

De 21 a 28 de agosto e comemorada a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência.

Postado em 22 de agosto de 2017 por

Compartilhe agora
Fenapaes

A Fenapaes (Federação Nacional das APAE’s) comemora de 21 a 28 de agosto a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.

Com o tema: Pessoa com deficiência: direitos, necessidades e realizações a Federação abre debates e coloca a sociedade em reflexão sobre a conscientização da igualdade para a inclusão social.  

Durante séculos, mesmo em países desenvolvidos, a pessoa com deficiência era vista como algo degradante e motivo de vergonha. Em 1913, o Reino Unido aprovou uma lei conhecida como Ato de Incapacidade Mental , que autorizava que pessoas com problemas mentais fossem mantidas em instituições questionáveis. O Ato resultou na internação de mais de 40 mil homens e mulheres. Na Alemanha Nazista, Hitler pregou o extermínio não somente de judeus, como também de pessoas com deficiência. Na Europa e Estados Unidos, a deficiência é vista como problema físico ou mental, ou seja, a pessoa é tratada diretamente com o problema físico ou mental que apresenta como, por exemplo, se a pessoa era surda, simplesmente a sua deficiência era a surdez.

Em muitos países em desenvolvimento, deficiências são encaradas como algo vergonhoso, como uma maldição ou até mesmo uma punição de Deus. É comum as pessoas esconderem familiares com deficiência em casa, impedindo-os de ter uma vida em sociedade. De acordo com o especialista Modjeh Bayat, “na maioria dos países africanos, crianças com deficiência são praticamente invisíveis na sociedade e existe pouca ou nenhuma informação oficial sobre elas”. Uma vez que muitas destas pessoas são mantidas em casa, não há dados confiáveis nem mesmo em Censos nacionais. Ou seja, quase nada se sabe sobre como vivem indivíduos com deficiência em muitos países.

Em busca de garantir os direitos da pessoa com deficiência, sua inclusão na sociedade, no mercado de trabalho e também sua independência, diversas pessoas e instituições têm se unido em forma de organizações não governamentais – ONGs.

No Brasil e no exterior existem diferentes ONGs de apoio às pessoas com deficiência, que de forma relevante e impactante buscam melhorar a qualidade de vida desses cidadãos e de seus familiares. Seja com o intuito de inclusão da pessoa com deficiência, promoção dos direitos, trabalhos com a família ou incentivo à prática esportiva, hoje é possível encontrar diversas ONGs de apoio espalhadas pelo Brasil.

Entre essas ONGs está a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). A Federação Nacional das APAE’s é a maior rede de atenção à pessoa com deficiência. Criada através da associação de pais e amigos de pessoas com deficiência, as APAE’s promovem e defendem os direitos de cidadãos com deficiência intelectual e múltipla, e possui mais de  duas mil unidades em todo o país.

As APAES atuam em diversas áreas: educação, saúde, assistência social, educação física, educação profissional, arte, defesa dos direitos, promoção da autonomia da pessoa com deficiência, orientação às famílias, entre outros.

Em São João, a Escola Especial Novo Mundo (APAE) realiza diversas atividades nessa semana com o objetivo de discutir a inclusão da Pessoa com deficiência na sociedade. Realiza também na próxima sexta feira dia 25 de agosto o tradicional Bingão beneficente da APAE. O evento acontecerá no Centro Comunitário Católico.

Por Douglas Nunes – Repórter Rádio São João

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.