Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Promotor de Justiça da Comarca de São João participa de ação conjunta.

Promotor de Justiça da Comarca de São João participa de ação conjunta.

Postado em 16 de fevereiro de 2017 por

Compartilhe agora

Com o objetivo de atender e de oferecer a segurança publica com qualidade de acordo com a necessidade de cada município da região sudoeste, Promotores de Justiça elaboraram um pedido ao Comando da Policia Militar onde um dos principais requisitos é a não transferência de Policiais Militares sem o devido preenchimento da vaga, ou seja, caso o policial seja transferido, é necessário a vinda de outro policial militar para ocupar a vaga.

Segundo o Promotor de Justiça da Comarca de São João o Dr. Nielson Norberto de Azeredo, os pedidos direcionados ao Comando da Polícia Militar são na verdade uma recomendação administrativa: “… foi uma recomendação administrativa assinadas pelos dois promotores de Palmas, porque Palmas têm duas promotorias, Clevelândia, Mangueirinha, Coronel Vivida, Chopinzinho e São João. Basicamente, o objetivo principal dessa recomendação é incrementar o efetivo policial da região e aperfeiçoar a atuação da policia militar seja nas ações de prevenção, seja nas ações de combate a criminalidade. Então se constatou que estava havendo muitas transferências de policiais no 3º Batalhão. Só para o pessoal entender, 3º Batalhão é formado por três companhias: a 1ª companhia de Pato Branco, a 2ª companhia de Palmas e a 3ª Companhia de Coronel Vivida a qual nós pertencemos, sendo que Chopinzinho, São João e Coronel Vivida são às comarcas pertencentes a 3ª Companhia…” Ainda, segundo o Dr. Nielson os policiais militares tentavam transferências para as regiões aonde teriam vínculos familiares: “… os policiais militares tentavam transferência, tentavam realocação para os lugares que tinham família, que tinham vínculos e ai dificilmente se conseguia “provê” aquelas vagas deixadas. E como no mês de janeiro foram formados novos policiais militares do último concurso e a previsão era de lotação de 68 policiais militares para o 3º Batalhão que é o nosso (Pato Branco) e se firmou essa recomendação administrativa em conjunto com todos o promotores que atuam aqui na região basicamente para que os comandos da Polícia Militar observasse os critérios de necessidade e possibilidade para adequar à utilização desses servidores públicos, desses novos policiais na eficiência na prestação de serviço de segurança pública…”. Segundo informações, o Comando da Policia Militar acatou as reivindicações dos Promotores de Justiça que somente devem aceitar a transferência de Policiais Militares quando houver permuta, ou seja, quando a transferência for justificada, um novo policial deve ocupar a vaga daquele que foi transferido sempre considerando a necessidade da ordem publica.

Dr. Nielson ressaltou também que é de extrema importância que toda a população trabalhe em parceria com o sistema de segurança passando informações para as forças policiais sobre atos ilícitos, violência e principalmente informações que possam auxiliar na elucidação de crimes.

Por Douglas Nunes – Repórter Rádio São João.

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.